Saudações do Judô

Kiotsuke ! – “atenção!”  - No final do treino, após o Kiotsuke vem o:

Mokuso ! - Meditação 

Shomen ni ! – “Virem-se de frente para a área principal do dojo!”

Rei ! – “Cumprimentem!” – Novamente, pode ser za-rei ou ritsurei.

Sensei ni ! – “Virem-se de frente para o Sensei principal presente no dojo”

Rei ! – “Cumprimentem!”

E nesta hora, quando cumprimentam o sensei, os alunos cumprimentam e respondem “Arigatou Gozaimashita”.

Arigatou Gozaimashita – O termo “arigatou” significa um “obrigado” informal. Mais formalmente, ele pode vir acompanhado de “gozaimasu” ou “gozaimashita”. O que muda é apenas o tempo verbal. “Gozaimasu” é presente e “gozaimashita” é passado. Portanto, “arigatou gozaimashita” significa algo como “muito obrigado pelo que foi feito”. Dentro do contexto do dojo, esse termo é, assim como “onegai shimasu”, um termo carregado de valores. Significa algo como “Sensei, muito obrigado pela oportunidade que me deu de ter treinado e aprendido com você. Sou muito grato por isso.”

Terminado o cumprimento, em geral as pessoas cumprimentam umas as outras, e depois, começa o “Soji no jikan“, ou seja, a hora da limpeza. O momento em que todos os que usaram o dojo para treinar ajudam a varrer e limpar o dojo, para que ele esteja sempre limpo e higienizado.

  • Em geral, esta é a sequência de início e término de aula em dojos de artes marciais japonesas como Judô, Karatê, Aikido, Jiu-Jitsu, etc. Com algumas variações culturais, mas o procedimento geral se mantém, independente do lugar do mundo em que você se encontre. 

Fonte

Dicionário

O dicionário do Judô é extenso, destacamos as principais palavras utilizadas no dia a dia de treino, para que nossos alunos iniciantes e intermediários iniciem o processo de estudo. 

Agura – posição sentado com as pernas cruzadas

Dan – Nível, grau (cinto negro)

Hajime – começar (do verbo hajimeru)

Judogi – (lê-se “judôgui”) kimono próprio para prática do Judô

Kimono – significa “roupa” em japonês. É incorreto chamar o uniforme do judô de kimono, mas sim de “judogi”

Obi – cinta, faixa

Randori – combate livre

Seiza – Sentar na posição de joelhos

Tori – quem aplica o golpe

Uke – passivo, quem recebe o golpe

Ukemi – queda

QUEDAS

Mae Ukemi – queda para frente

Ushiro Ukemi – queda para trás

Yoko Ukemi – queda lateral

Mae Mawari Ukemi – queda com rolamento para frente

NÚMEROS

1 – ichi

2 – ni

3 – san (lê-se “sán”, com o “a” aberto. Leia as regras de pronúncia)

4 – shi (ou “yon”)

5 – go

6 – roku

7 – shichi (ou “nana”)

8 – hachi

9 – kyu (ou “ku”)

10 – jū 

11 – jū ichi

12 – jū ni

13 – jū san

20 – ni jū

21 – ni jū ichi

22 – ni jū ni

30 – san jū

40 – yon jū

50 – go jū

60 – roku jū

70 – shichi jū

80 – hachi jū

90 – kyu jū

100 – hyaku

200 – ni kyaku

1000 - sen

Internacional

Peterson Mello

Peterson Mello

  • Facebook ícone social

3º Colocado - Campeonato Mundial Veteranos - 2007
5º Colocado - Campeonato Mundial Veteranos - Fort Lauderdale/2016

Mauá

Reinaldo Vicente dos Santos

  • Facebook ícone social

Titular no Campeonato Mundial Sênior - Munich/2001

Campeão Sulamericano

Campeão Brasileiro
Campeão Paulista

Tateama

Claudio Tateama

  • Facebook ícone social

5º lugar - Campeonato Mundial Veteranos 2018

Campeão Brasileiro Veteranos 2013 / 2017 a 2019

3º Colocado - Campeonato Brasileiro Universitário - São Paulo/2004

3º Colocado - Seletiva Nacional Sênior (Campeonato Sulmericano) - Rio de Janeiro/1999

Campeão - Jogos Abertos do Interior - Botucatu/2005

Vice-Campeão Jogos Abertos do Interior - São Caetano do Sul/2009